segunda-feira, fevereiro 23, 2009

MenteQueSentes - B.I. Bio

Tenho um bocado de terra
que não sai da minha mão.
Ficou nas rugas
e por mais água que passe
não sai.
Por mais dor que sinta
ao rasparem
ela não sai.
Não sai
e enquanto for assim
não me preocupo
com quem sou.

2 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

e ainda bem que és assim.

beij

Maria Ramos disse...

Como tu próprio já disseste, "somos o que fazemos". Engraçado como a vida que levamos nos entra corpo adentro, nos define e condiciona.
Não tentes livrar-te da terra das tuas mãos; ela está ali a comprovar que "és o trabalho" e poucas coisas podem ser tão dignas!
Beijinho

PS: mas antes de ir almoçar lava as mãozinhas, ok? ;))