segunda-feira, dezembro 26, 2011

MenteQueSentes - Pinheiro

Entra, desvia-te do pinheiro mas não o ignores.
Senta-te.
Se não perceberes a letra das músicas, ouve pelos menos os sinos.
Imagina uma noite branca, onde a família passeia por ela,
chegando mesmo a parecerem violentas as marcas dos seus passos.
Mas não o são, de todo.
São gestos de cheios de certezas.
Amanhã cada um leva para casa um embrulho
que se vai partilhando durante todo o ano.
À medida que se aproxima o próximo Natal
ainda é no frio que se fala e por telefone.
O calor vem depois e fica espalhado pelo pinheiro.
Esse mesmo que quase pisavas.



1 comentário:

© Piedade Araújo Sol disse...

uma maneira "real" de se "ver" o Natal.

concordo contigo.

um bom ano de 2012 e obrigada!

um beij